terça-feira, 27 de novembro de 2007

Na Califórnia, pesquisadores procuram sinais de vida extraterrestre


Numa região de montanhas geladas ao norte da Califórnia, numa área onde são raros os sinais de civilização, enormes antenas fazem um balé sincronizado. Ora viram para o poente, ora para o nascente. Para onde quer que apontem olham na direção do infinito e tentam responder a uma das questões mais antigas da humanidade: estaremos, afinal, sozinhos neste universo?
As parabólicas do observatório radioastronômico Red Creek foram ligadas pela primeira vez em outubro deste ano. Foram construídas com o dinheiro de um bilionário americano que decidiu financiar o projeto de pesquisadores da Universidade de Berkeley, na Califórnia - uma das mais importantes dos Estados Unidos no estudo da astronomia. E se as antenas olham sempre na mesma direção é porque trabalham juntas e formam um gigantesco telescópio a procura de vida a milhões de quilômetros da Terra.
Até mesmo entre os grandes cientistas, discutir a existência de extraterrestres é tão complicado quanto discutir política ou religião.

Existem mais de 200 bilhões de estrelas e planetas na galáxia que nós habitamos. Para muitos a vida seria um privilégio exclusivo do planeta Terra. Mas o que os cientistas da Califórnia tentam provar é que os ETs não só existem, como podem estar em várias partes do universo.

Primos distantes
Só aqui bem perto de nós - sob ponto de vista científico - a alguns milhares de ano-luz, existem 400 bilhões de estrelas - muitas delas do tamanho ou até maiores e mais antigas do que o nosso Sol. É na direção desses primos distantes do Sol que os telescópios apontam. Quem comanda o observatório é a astrônoma e engenheira Jill Tarter. "Pode haver muitas outras civilizações com tecnologia ou podem ser apenas micróbios. Não descobriremos nada se ficarmos olhando só para nós mesmos", diz a astrônoma. Jill vive em meio às antenas olhando para o céu. "Procuramos sinais de vida em outros planetas e que não possam ter sido produzidos pela natureza", define ela. A astrônoma explica que será possível detectar os ETs, por exemplo, se eles usarem algo como os nossos raios lasers, já que as estrelas não emitem luzes parecidas.

Futebol
A maior dificuldade dos pesquisadores é separar os sinais enviados por aeroportos, emissoras de TV e telefones celulares do que seriam sinais alienígenas. E se os extraterrestres também estiverem tentando fazer contato? "Se eles não estiverem procurando por nós, só conseguiríamos encontrá-los se eles estivessem, por exemplo, transmitindo uma partida de futebol de um planeta para outro. Teria que ser uma transmissão muito forte", esclarece Jill. A tecnologia do observatório da Califórnia que pode levar ao descobrimento de vida extraterrestre começa com antenas que lembram mandíbulas de tubarão. Os sinais chegam em milhões de freqüência diferentes. São amplificados e por meio de cabos de fibra ótica, atravessam o subsolo do observatório.

Na sala de comando, os dados das antenas são condensados. O mapeamento é distribuído para supercomputadores que fazem uma análise hipercomplexa. Qualquer sinal de vida inteligente fora da Terra fará soar um alarme dentro do laboratório. Mas quando a máquina terminar seu trabalho a inteligência humana é que vai ter que dar a palavra final. "Depois de fazer todas as verificações, quando for possível for dizer que o sinal vem de outro planeta, vamos contar ao mundo. Porque esse sinal não pertence a nós. Ele foi enviado aos habitantes do planeta Terra", garante Jill.

quarta-feira, 16 de maio de 2007

FAB registrou e investigou OVNI em Americana (SP)


Documento secreto da Força Aérea Brasileira, obtido por um site ufológico na Internet, relata o avistamento de um Objeto Voador Não Identificado sobre o município de Americana (SP), em maio de 1989. O material mostra o interesse da FAB pelos chamados "discos voadores" e confirma a região de Piracicaba como rota dos Ets. Explica também os helicópteros militares vistos quando OVNIs são notificados em qualquer cidade vizinha.
O então chefe do Serviço Regional de Proteção ao Vôo de São Paulo, coronel aviador Hélio Pereira Rosa, encaminhou o Ofício CHF/S-0222 ao órgão que é hoje o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), relatando um OVNI quase que parado na região Noroeste de Americana. Às 3h28 de 30/05/1989, um operador do Controle de Aproximação de São Paulo pediu ao comandante de um avião que confirmasse visualmente a presença desse OVNI detectado na radar "que já estava ali há um bom tempo". O comandante do vôo 573 da TAM confirmou o objeto, descrevendo-o como "circular, com um diâmetro aproximado de 50 metros, que ficou apagado a maior parte do tempo.
Jeferson Martinho, editor da revista eletrônica Vigília, recebeu cópia do Ofício CHF/S-0222 por e-mails, em dezembro de 2000, de uma pessoa que não quis se identificar. Para garantir sigilo, os e-mails foram codificados, impedindo a interceptação dos documentos por terceiros. Só depois de muita insistência conseguiu resposta a um pedido de esclarecimento endereçado à Força Aérea Brasileira. O Centro de Comunicação Social da FAB disse que "A Aeronáutica tem como objetivo maior a coibição do uso hostil ou clandestino do espaço aéreo brasileiro, e não há setor específico que trate e/ou investigue assuntos referentes a disco voador. Portanto, não dispõe de informações e/ou estudos referentes a tais fatos".
Isso foi desmentido pelo Ministério da Defesa. Durante as discussões em torno de um projeto da Câmara dos Deputados que obrigaria a notificação de OVNIs, foram reveladas ocorrências de OVNIs (denominadas naquele Ministério como "tráfego hotel") detectadas em radar e apuradas sigilosamente pelo COMDABRA. A proposta de oficializar a Ufologia foi do deputado alagoano João Caldas e acabou rejeitada.

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Vídeo de uma nave alienígena enterrada na Lua

<http://www.ceticismoaberto.com/news/?p=880>Assista ao vídeo
Ah, a internet… acima você confere o que seria o vídeo tomado pela missãoApollo 20 (sic) onde se vê uma nave espacial soterrada, e com impactos demeteoritos, sugere-se que estaria lá há muito, muito tempo. FOi postado narede na semana passada, e começa a explodir agora. É algo bem elaborado:claro que você não encontrará a filmagem de nenhuma fonte oficial (alguns diriam, *verdadeira*), mas de fontes oficiais você sim pode encontrar umafotografia da região e do que seria a nave espacial em questão:<http://www.lpi.usra.edu/resources/apollo/frame/?AS15-P-9625>Clique para ver a imagem de uma fonte confiável. Essa foi tomada pela Apollo15, e é de fato da Lua. Já o vídeo…Antes de mais nada, a Apollo 20 não ocorreu. O projeto Apollo foicancelado<http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto_Apollo>em 1975, e aúltima missão foi a Apollo 17. O autor do vídeo alega que asmissões continuaram secretamente — esconder o lançamento de foguetes SaturnoV com mais de 100 metros é algo inacreditável, mas enfim, você pode ver oque seria a filmagem deste lançamento da base área deVanderberg<http://www.youtube.com/watch?v=MRP1lWiTN2E>.Note como essa filmagem tem sinais claros de manipulação, porque o autorquer provar que se podem ver os símbolos da Apollo 20. E sobre eles… notem asuposta ensígnia da missão Apollo 20 no início do vídeo acima. Sim, são omódulo Lunar e o de Comando e Serviço *carregando a nave extraterrestre comcabos!* Precisamos nos estender sobre o ridículo aqui?Mas as coisas são mais estranhas porque no início do vídeo em si, aocontrário da história sobre a Apollo 20, temos:Apollo 11- View of Earth and Crew
GMT 198:01:15 to 198:01:34Year 1969As massas investigadoras da internet estão checando se haveria algumafilmagem da Apollo 11 deste período, mas esta famosa missão (por algummotivo <http://pt.wikipedia.org/wiki/Apollo_11>) já teve todos os registrosaveriguados por inúmeras pessoas, incluindoufólogos<http://www.ceticismoaberto.com/ufologia/oberg_apollo11.htm>,e tal filmagem obviamente não foi notada então. O especialista espacialJames Oberg, em particular, é um dos que já verificaram *todos *os registrosApollo, já manifestou sua incredulidade, notando também como o divulgador dovídeo incorretamente abrevia comandante por "CMD" — enquanto na NASA, aabreviação usada de fato é "CDR".Informações relacionadas ao vídeo à parte, a filmagem em si é… *notavelmente bem-feita!* Comparações entre as imagens reais da Lua da região e o que podeser visto na suposta filmagem revelam atenções minuciosas aos mínimosdetalhes do terreno. A suposta nave espacial é tantalizante, e houve cuidadoem tentar reproduzir efeitos derivados dos equipamentos de captura etransmissão de imagem das missões, embora na opinião deste autor, estareprodução seja menos fiel e impressionante que o modelo em si. Sim, porquecomo praticamente todos estão concluindo, é apenas um modelo em escala muitobem-feito.Por que o criador do modelo, depois de dedicar tanto esforço e cuidado criouinformações tão esdrúxulas e mesmo contraditórias? Você pode conferir seusoutros vídeos no Youtube <http://www.youtube.com/profile?user=retiredafb>,onde ele também promove cidades e todo tipo de alegações sobre a Lua. Dizer um militar aposentado vivendo atualmente na Ruanda (!).Como é típico da internet, a história está se desenrolando neste exatomomento, e os interessados podem acompanhar o fórum
ATS<http://www.abovetopsecret.com/forum/thread281124/pg9>para alooonga discussão em andamento.
Postado em Ufologia ,Ceticismo" target=_blank>http://www.ceticismoaberto.com/news/?cat=2>,Ceticismo http://www.ceticismoaberto.com/news/?cat=12

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Inglaterra vai abrir seus arquivos de Ovnis

O governo da Grã-Bretanha pretende desclassificar de seus arquivos secretos, pela primeira vez na história, os documentos sobre a aparição de Objetos Voadores Não Identificados (Ovnis) no país. Segundo publicou hoje o jornal inglês The Guardian, o Ministério da Defesa em Londres planeja abrir os arquivos do país que detalham todas as aparições de Ovnis na Grã-Bretanha.

» França libera arquivo de Ovnis

As autoridades se negaram a anunciar em que dia serão abertos os documentos, que incluem informações desde 1967, mas se espera que isso ocorra em poucas semanas. A decisão foi tomada depois que a França decidiu publicar em março uma série de fotografias de Ovnis. Os fãs dos objetos voadores não identificados poderão conhecer detalhadamente o que pensava o governo sobre esses materiais e se tomou alguma vez medidas para prevenir uma invasão extraterrestre.

Segundo a agência Ansa, uma das aparições foi em Rendlesham Forest, no condado de Suffolk, no verão de 1980, quando um grupo de pessoas avistou um Ovni na forma de um prato redondo. David Clarke, professor de jornalismo da Universidade de Sheffield Hallam, na Inglaterra, e autor do livro Flying Saucerers: A Social History of UFOlogy, declarou que a abertura dos documentos secretos tornará mais difícil que continuem existindo acusações por conspiração do governo.

Os documentos que serão desclassificados pelo Ministério de Defesa em Londres são testemunhos de pessoas que viram Ovnis, alguns são de pilotos militares e outros, de civis. Segundo o The Guardian, esses documentos foram compilados por uma pequena unidade secreta do governo, pertencente aos serviços de Inteligência denominados DI55. Em alguns casos, as autoridades militares decidiram investigar sobre as aparições dos objetos, mas nunca informou publicamente os resultados das pesquisas.

O governo desclassificará de seus arquivos secretos 24 documentos. Cada um deles contém entre 200 e 300 testemunhos de pessoas que afirmam ter visto objetos voadores não identificados, como também memorandos do ministério e correspondência militar.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1590874-EI301,00.html

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Eventos Ufologicos

Aviso de eventos ufológicos:

Nos dias 04 as 18 horas a 06 de maio de 2007 - 1ª Encontro Barueri de Ufologia - Centro de Eventos de Barueri - Av. Pastor Sebastião D. dos Reis, 672 - Vila Porto - Barueri - São Paulo - portal.barueri. so.gov.br - contato mailto:info.turrismo%40barueri.sp.gov.br - Informações: Fone: (11) 4199-1605 - Entrada Franca

No dia 20 de maio de 2007 - 15:00 horas - Espaço Giordano Bruno - Ufologia - Largo Satª Cecilia, 73 - 1º Andar - Estação Santa Cecília do Metro - Entrada Franca -

Geoni, no dia 03 de junho de 2007 - 14:00 horas - Presença Alienígena - no espaço da Cia. de Leitura - Av. Vieira de Carvalho, Nº 160 - Centro - São Paulo - Entrada Franca

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Hubble comemora 17 anos com imagem de nascimento e morte de estrela

da Efe, em Washington
Hubble comemora 17 anos com imagem de nascimento e morte de estrela da Efe, em WashingtonO telescópio espacial Hubble, da Nasa, fotografou uma imensa nebulosa na Via Láctea que mostra um caos cósmico em que nascem e morrem as estrelas. A imagem foi divulgada para comemorar os 17 anos de funcionamento quase ininterrupto do equipamento em órbita.A imagem, formada com uma série de 48 fotos captadas pelo telescópio, cobre uma distância de 50 anos-luz na Nebulosa Carina, informou a Nasa.

Nasa










Imagem do Hubble mostra a nebulosa Carina

A imensa nebulosa contém pelo menos 12 estrelas que, segundo os cálculos dos astrônomos, seriam de 50 a 100 vezes maiores que o nosso Sol. A maior delas é Eta Carinae, que se encontra na última etapa de sua vida, como provam as nuvens de gás e pó que são o presságio de sua morte, numa explosão que criará uma supernova.Segundo o comunicado da Nasa, o caos cósmico da nebulosa se iniciou há três milhões de anos, quando suas primeiras estrelas se condensaram no meio de uma enorme nuvem de hidrogênio molecular. É possível que o Sol e nosso sistema solar tenham nascido num fenômeno semelhante, há 4,6 bilhões de anos."Ao olhar a nebulosa Carina, estamos vendo a gênese das estrelas como ocorre comumente numa galáxia", diz o comunicado. Os astrônomos da Nasa calculam que a nebulosa se encontra a uma distância de 7.500 anos-luz.Ao longo de 17 anos, o Hubble realizou quase 800 mil observações dos fenômenos cósmicos. O enorme volume de informação que proporcionou ajudou os astrônomos a aperfeiçoarem seus conhecimentos sobre o universo.Segundo os astrônomos, o Hubble é o instrumento científico mais produtivo já construído. No entanto, seu futuro está em dúvida. Algumas de suas partes começaram a falhar e até o momento a Nasa não decidiu se enviará uma missão para reparos.

Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u16349.shtml

terça-feira, 24 de abril de 2007

Cientistas fazem a primeira descoberta de um planeta habitável fora do sistema

Um planeta "do tipo terrestre habitável", capaz de abrigar vida extraterrestre, foi detectado pela primeira vez por uma equipe de astrônomos em um sistema planetário extra-solar, segundo um estudo que será divulgado na quinta-feira na revista Astronomy and Astrophysics.Segundo os cientistas, este exoplaneta, que gira em torno da estrela Gliese 581 (Gl 581) a 20,5 anos-luz de nosso planeta, é o primeiro dos cerca de 200 conhecidos até hoje a "possuir ao mesmo tempo uma superfície sólida e líquida e uma temperatura próxima da encontrada na Terra".

Ele reúne as características "que permitem imaginar a existência de uma eventual vida extraterrestre", ressaltou em um comunicado o Centro Nacional de Pesquisas Científicas da França (CNRS), cujos três laboratórios associados participaram da descoberta, com pesquisadores do Observatório de Genebra e do Centro de Astronomia de Lisboa.A temperatura média desta "super Terra, se situa entre 0 e 40 graus Celsius, o que permite que haja a presença de água líquida em sua superfície", segundo o principal autor do estudo, Stéphane Udry (Genebra).Além disso, acrescentou, "seu raio seria 1,5 vez o da Terra", o que indicaria "ou uma constituição rochosa (como na Terra), ou uma superfície coberta de oceanos". A gravidade em sua superfície é 2,2 vezes a da superfície da Terra, e sua massa muito fraca (5 vezes a da Terra).Descoberto com o telescópio "Harps" de 3,6 m do Observatório Espacial Europeu (Eso) da Silla, no Chile, este planeta orbita em 13 dias em torno da estrela Gliese 581 (Gl 581), da qual está 14 vezes mais próximo do que a distância da Terra para o Sol.

Fonte:http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2007/04/24/ult1806u5921.jhtm

França libera arquivos de cientistas que caçam OVNIs


A França se transformou nesta quinta-feira no primeiro país do mundo a aceitar publicar na Internet os arquivos de seu grupo de cientistas dedicados à busca de Ovnis e à pesquisa de fenômenos aeroespaciais não identificados. Os 1,6 mil casos analisados pelo Grupo de Estudo e de Informação sobre Fenômenos Aeroespaciais Não Identificados (Geipan, na sigla em francês) serão publicados na rede e poderão ser consultados por qualquer um.Embora o grupo não existisse até a década de 70, o primeiro testemunho do tipo foi recolhido na França em 1937. Como aperitivo, os interessados e especialistas poderão ter acesso a 400 casos na página do Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES), do qual depende o Geipan.


O restante dos dados, incluindo 6 mil testemunhos e 3 mil interrogatórios, será publicado com o tempo.No total, cerca de 100 mil páginas estarão à disposição do público. Ali, podem ser encontradas as investigações, os dados e as provas dos casos estudados pelo grupo de cientistas que, em muitas ocasiões, teve de concluir que se tratava de fenômenos inexplicáveis."Não se deve esperar de nossos arquivos revelações, mas esperamos que sirvam aos cientistas, e que o fenômeno dos Ovnis se transforme, finalmente, em um objeto de estudo como qualquer outro", explicou o atual responsável pelo Geipan. Alguns casos serão paradigmáticos na história da busca de Ovnis, como o avistado pelos membros da tripulação de um vôo francês.Um objeto que descreveram como algo em forma de lentilha, com cerca de 200 a 300 metros de diâmetro, foi claramente visto perto de Paris pelo piloto, o co-piloto e outro membro da tripulação de um vôo da Air France que ia de Nice a Londres, em 28 de janeiro de 1994. Os radares do Exército francês também detectaram seu rastro, o que levou os especialistas a considerá-lo um Ovni, por não encontrarem outra explicação razoável.Também não foi encontrada explicação científica para o relato de um pedreiro aposentado que assegurou que, em 1981, viu pousar, perto de seu jardim, uma espécie de disco voador de cerca de 2,5 metros de diâmetro.


Quando os cientistas foram investigar o caso, encontraram provas incompreensíveis: o lugar no qual supostamente aterrissou a nave espacial apresentava restos de terra que, segundo os laboratórios consultados, tinha sido submetida a temperaturas em torno de 600°C e tinha suportado um objeto de entre 500 e 700 quilos.Além disso, a análise dos pés de alfafa que estavam perto do lugar revelou que os vegetais sofriam um enfraquecimento no processo de fotossíntese que os botânicos só puderam explicar como conseqüência de contato com um campo elétrico intenso. Provas suficientes para qualificar o caso como inexplicável.


Fonte: Agência EFE

domingo, 22 de abril de 2007

Observatório Municipal de Diadema, em SP, realiza ciclo de palestra sobre Exobiologia


Apoiado pelo Observatório Municipal de Diadema, o município sedia um ciclo de palestras com o tema EXOBIOLOGIA – Vida Extraterrestre, no Centro Cultural Inamar. O palestrante será o biólogo e professor Paulo Aníbal G. Mesquita, que também atua como astrônomo amador e tem dezenas de artigos publicados na revista Sexto Sentido, na temática extraterrestre. O evento está sob a coordenação de Hamilton Dias, do OMD. A Exobiologia trata-se do estudo de vida fora do planeta Terra e é a primeira vez que uma instituição astronômica oficial coordena um ciclo de palestras com o tema abordado, cujo assunto é bastante polêmico. Observatório Municipal de DiademaO Observatório Municipal de Diadema (OMD) foi inaugurado em 1992 e seu telescópio está instalado numa torre de três andares, com 9 metros de altura e a 830 metros de altitude. A cúpula do OMD é composta de uma estrutura de aço e revestimento externo de cobre que data de 1917, sendo trazida ao Brasil pela Ordem dos Beneditinos de São Paulo para o Observatório de São Bento, extinto na década de 50. No interior desta cúpula fica o telescópio MEADE, refletor de 400 mm (16 polegadas), com distância focal de 1830 mm, que dispõem, ainda, de uma montagem equatorial para acompanhamento.

O Observatório está localizado no Jardim Inamar (Diadema-SP), e atende toda região, bem como de toda grande São Paulo, além daqueles ligados à Astronomia que queiram desenvolver trabalhos de observação em parceria com a Associação de Astronomia e Astrofísica de Diadema (AAAD). Uma das principais funções do OMD é levar ao público dessas regiões uma adequada compreensão do universo e visualizá-lo em sua natureza cósmica, além das práticas dos trabalhos astronômicos. Visando, desta forma, desmistificar a ciência como prática de poucos e, ao mesmo tempo, compartilhar o prazer de compreensão do cosmos e das leis que o regem.Nos seus muitos anos de funcionamento, o OMD realizou inúmeras sessões de observação do céu, oficinas, palestras, exposições científicas, conferências, sessões de vídeo de divulgação científica etc. Além da atuação em momentos de importantes fenômenos astronômicos (eclipses lunares e solares, passagem de cometas, chuvas de meteoros), onde são organizadas as sessões especiais de observação para o público em geral, inclusive com exposições de fotografias e painéis. O Observatório realiza também assessoria nas escolas das redes municipal e estadual de Diadema e de toda grande São Paulo, especialmente nas atividades relacionadas com feira de ciências, atendendo a um público de milhares de pessoas. É importante salientar que o OMD foi o primeiro observatório municipal a ter seu próprio site na Internet.Confira a programação:


Ciclo de Palestras – EXOBIOLOGIA

Horário: 15:00 horas

Local: Centro Cultural Inamar / Diadema - SP


16 de Junho de 2007:EXOBIOLOGIA – Vida Extraterrestre no Universo

28 de Julho de 2007:EXOBIOLOGIA – A Revelação(Questão marciana, exoplanetas e Drake)

25 de Agosto de 2007:EXOBIOLOGIA – O Contato Extraterrestre(Projeto SETI e a questão dos FANI – Fenômenos Aéreos não Identificados)

Ondas Ufo e Ortotenias

Por Reinaldo Stabolito
Baseando-nos no farto material recolhido em todo mundo por investigadores e grupos ufológicos, é possível afirmar que existe um núcleo no fenômeno UFO não explicado por causas naturais. Esta certeza, que representa um passo muito importante, conduz de imediato as seguintes perguntas: Qual é a origem certa de fenômeno? Quais as suas motivações? Para tentar se aproximar destas duas questões básicas, devemos limitar-nos aos fatos, buscando interpretar as diferentes pautas de comportamento do fenômeno. A casuística mundial catalogada apresenta um núcleo de evidências que se integram num conjunto único – o que pode ser o melhor dado para um estudo do fenômeno UFO ou simplesmente um resultado efetivo da deformação da investigação em si.
Na década de 70, diversos trabalhos coincidentes foram publicados e divulgados. Esses trabalhos assinalavam que a manifestação do fenômeno UFO era múltipla e, sendo assim, necessitavam de uma catalogação de todas as suas diversas nuances. "Uma árvore não é suficiente para determinarmos como é o bosque".
Mas ao examinar a casuística ufológica, comprovamos de forma contraditória a associação de acontecimentos muito variados: desde a presença de um artefato material, claramente definido, que sobrevoa os céus, até o surpreendente aparecimento de uma criatura com asas que aterroriza a população rural de um Estado norte-americano (O Caso Kelly). Poderíamos então sugerir que são diversos níveis de uma mesma realidade dinâmica e que ainda está longe de ser analisada e catalogada na sua totalidade. No entanto, uma das características do fenômeno possui um comportamento bem definido e, geralmente, são interpretados segundo a opção clássica: uma manifestação tecnológica exterior à espécie humana. Esta presunção poderia classificar, embora parcialmente, muitas das observações conhecidas. De forma quase constante, é possível assinalar certas atitudes de curiosidade frente ao desenvolvimento técnico-humano, logicamente muito condizente com uma manifestação artificial do que de um fenômeno natural. Basta notar como sempre houveram relatos assinalando, por exemplo, a constante manifestação UFO em áreas militares bélicas.
A partir da "Era Moderna dos Discos Voadores" (desde 1947), uma característica passou a ser notável e bastante significativa: em determinados períodos de tempo, as observações de UFOs aumentavam consideravelmente, para depois cair de forma brusca. Produziam-se quase a nível mundial perfilando-se especialmente sobre uma determinada região.
Essa característica do fenômeno passou a ser definida como "onda ufo". Assim uma "onda ufo" corresponde à manifestação do fenômeno, que se desenvolve num breve espaço de tempo (dias, meses, semanas), e se limita a uma área geográfica específica. Os estudos estatísticos que têm sido realizados em torno desta pauta têm catalogado as freqüências destas "ondas ufo" e demonstram seu óbvio caráter de aleatoriedade de manifestação.
Imediatamente, após a divulgação pela mídia de avistamentos ufológicos, freqüentemente tratada de forma sensacionalista e imprópria, a opinião pública costuma sensibilizar-se e surgem grandes quantidades de avistamentos "colaterais", como uma espécie de "contágio". Essa situação pode, inclusive, alcançar o caráter de "onda" ou "febre" de testemunhas, porém o interesse público decresce tão velozmente quanto o aparecimento da "onda ufo".
Neste ponto chegamos a um primeiro problema: o caráter e o significado no contexto geral do desenvolvimento de uma "onda ufo". Se por um lado pode realmente existir uma quantidade de manifestação do fenômeno UFO significativa e que está agrupada num determinado tempo e numa determinada área específica; por outro lado a difusão ufológica poderia estar gerando uma comoção pública e, assim, criando avistamentos que não existem, mas que são produtos da histeria coletiva acerca do assunto. Há várias hipóteses para tentar explicar a característica "onda" do fenômeno UFO:
HIPÓTESE PSICOLÓGICA – Diante da divulgação sensacionalista de um evento ufológico, as pessoas fazem "eco" (uma espécie de feedback gerado pela comoção) do fato e que é motivado por uma necessidade psíquica de identificação. Assim, o público observa uma grande quantidade de UFOs que, obviamente, correspondem a um sugestionamento mental e não à manifestação do fenômeno de fato.
HIPÓTESE SOCIOLÓGICA – Determinados fatos sociais repercutem diretamente em uma maior quantidade de observações de UFOs. Alguns momentos críticos para a humanidade, como guerras, desequilíbrio econômico e social, conflitos, crises, índices de suicídios, etc; inclusive fenômenos de grande transcendência na sociedade atual, como desemprego, influenciam numa maior quantidade de avistamentos que denunciam a presença de UFOs no nosso meio. Existem impagáveis estudos estatísticos onde se estabelece uma correlação entre estes fenômenos sociais e os UFOs.
HIPÓTESE FÍSICA – Existem períodos no tempo em que se pode apreciar uma maior atividade de UFOs, que é uma razão intrínseca à intencionalidade da manifestação ufológica.
A primeira hipótese foi utilizada com excessiva liberdade, tanto por pessoas que pretendiam revelar um "novo fenômeno psicológico", de grande transcendência para a humanidade, como por aqueles meios de comunicação que, depois de divulgar avistamentos de forma inadequada, criticam os mesmos alegando explicações simplistas, como histeria coletiva, loucura geral, etc. Na realidade, a dinâmica e motivações do "contágio ufológico coletivo" diferem da manifestação e presença do fenômeno UFO.
Carl Jung, um dos mais destacados psicólogos e discípulo de Freud, apresentou a teoria do Inconsciente Coletivo. A humanidade possui um legado psíquico comum, determinado no inconsciente. A forma da "mandala", o círculo luminoso mágico (semelhança clara a mais de 90% dos UFOs avistados), que todas as doutrinas religiosas assinalaram como de grande importância através de mitos, lendas e cerimônias, constituiria o fundamento básico para explicar o fenômeno UFO, à luz do "inconsciente coletivo". Esta imagem inconsciente afloraria em momentos de especial necessidade, crise coletiva, descontrole mundial, etc, na forma de UFOs. Jung definiria por isso o fenômeno UFO como "reflexo dos arquétipos inconscientes".
As dificuldades que apresentam a teoria do "reflexo dos arquétipos inconscientes" começam quando os UFOs produzem rastros físicos: marcas no solo, alterações biológicas nos seres vivos, são detectados com meios tecnológicos avançados, como o radar ou sonar (19 de maio de 1986 – A Noite Oficial dos UFOs), e são fotografados e filmados. Arquétipos tendo uma constituição física? A teoria de Jung é, sem dúvida, extremamente importante, tal qual o próprio Jung e o que suas teorias representaram para as Ciências Humanas, e efetivamente explica parte do fenômeno. Mas o próprio Jung assumiu, em vida, que há algumas provas do fenômeno UFO que não admitem quaisquer alternativas a não ser de se aceitar que pode haver alguma realidade física do fenômeno.
A possibilidade de uma resposta sociológica para o fenômeno UFO é realmente interessante. Existem dados comparativos e significativos: os anos de 1946, 1954, 1965 e 1968 assinalam um aumento significativo de demanda de empregos nos Estados Unidos, coincidindo justamente com datas de supostas "ondas ufo". Outros anos com grande quantidade de avistamentos ufológicos também registravam momentos extraordinariamente críticos na política, descontroles sociais e depressões econômicas agudas. Mas tudo isso esbarra, tal qual foi dito acima, nos rastros "físicos" do fenômeno.
A INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO
A influência dos meios de comunicações no nascimento e desenvolvimento de uma "onda ufo" pode ser crítica. Diante de um aumento de notícias de avistamentos ufológicos, as pessoas se sentem mais propensas para se exporem divulgando suas observações, já que a opinião pública está mais receptiva para tais notícias e podem ser aceitos de melhor forma, diminuindo bastante os riscos do ridículo e desconfiança que se produziriam num âmbito temporal diferente. Mas abusou-se desta hipótese para explicar as "ondas ufos", caindo numa autêntica "síndrome" psíquico-social, que tenta interpretar os UFOs como respostas sociais – que de fato assim o são, indiscutivelmente, em muitas ocasiões.
Foi um investigador espanhol, Eduardo Buelta, num trabalho publicado em outubro de 1962, que começou a interessar-se pela análise das "ondas ufo" e suas freqüências. No seu interessante trabalho, que engloba os avistamentos ufológicos durante um período de dez anos, de 1947 a 1957, ele detectou um aparente deslocamento progressivo dos UFOs para o oriente das zonas geográficas na qual se manifestavam. Buelta escreveu: "Parece que o fenômeno UFO dividiu o globo terrestre em setores alongados de pólo a pólo, como se quisessem cartografar o planeta de forma metódica e cuidadosa, sendo que as aparições numa determinada área geográfica são precedidas da outra ao lado no globo".
O doutor David Saunders estabeleceu uma classificação para o perfil gráfico das "ondas ufo": Um primeiro tipo seria aquele que cresce de forma gradativa até chegar a um nível máximo de atividade, para cair imediatamente. Um segundo tipo tem um perfil médio e simétrico a um eixo imaginário (não há crescimento ou diminuição, mas uma constante quantitativa num determinado período). O terceiro tipo assinalaria as "ondas ufo" que começam bruscamente até alcançar um rápido crescimento para decair progressivamente. Os dois primeiros casos, segundo Saunders, responderiam a verdadeiras "ondas ufo".
No entanto o terceiro, cujo perfil é de um início brusco e queda progressiva, corresponderia justamente a influência dos meios de comunicação sobre o público. Saunders se refere ao fato de que um avistamento isolado, possivelmente real, é divulgado na mídia e o público em geral, por sua vez, tomado pela comoção e uma necessidade psíquica de identificação, começa a ver UFOs em tudo quanto é lugar – é aí que entra a explicação psicológica já citada acima. Com o passar do tempo, a comoção e o interesse do público vai diminuindo (a notícia vai ficando "velha" e esquecida) – o que marca uma queda rápida, porém progressiva, da falsa "onda ufo". É importante salientar que uma falsa "onda ufo" não significa necessariamente que todos os casos catalogados sejam falsos. Podem haver avistamentos e incidentes reais isolados, mas que não constituiriam uma "onda ufo" de fato. Vale lembrar que no auge do "Chupacabras" no Brasil, até cachorro morto no meio da rua por atropelamento virou uma "nova vítima" do insólito predador divulgados em programas televisivos altamente questionáveis, como o Gugu, no SBT.
Ainda, o doutor Saunders selecionou 18.000 casos com informações suficientes da casuística ufológica mundial. Depois de analisá-los e depurá-los, estabeleceu o que considerou como as mais importantes "ondas ufo" a nível mundial (o mês apontado em cada uma das ondas são os "picos" – havendo vários casos em meses anteriores e posteriores):
JULHO DE 1947 – Oeste dos Estados Unidos.AGOSTO DE 1952 – Leste dos Estados Unidos.OUTUBRO DE 1954 – França e Europa.AGOSTO DE 1957 – América do Sul (em outubro de 1957 ocorreu O Caso Villas-Boas e, em janeiro de 1958, O Caso Trindade, entre outros).AGOSTO DE 1965 – Meio-Oeste dos Estados Unidos.OUTUBRO DE 1967 – Inglaterra.NOVEMBRO DE 1972 – África do Sul.
Mas o interessante é que nesta análise Saunders descobriu uma sugestiva correlação: as "ondas ufo" se deslocavam para o leste em períodos de cinco anos aproximadamente. Conclusão muito similar à desenvolvida por Eduardo Buelta, em 1962.
É difícil estabelecer uma cronologia das complexas "ondas ufo". O SOBEPS (Sociedade Belga para o Estudo de Fenômenos Espaciais) estabeleceu estatísticas que assinalam o número de observações ufológicas entre os séculos de 1800 e 1900, sendo o período de maior precisão nestas observações a partir de 1885. As "ondas ufo" que ocorriam justamente nos momentos de grande depressão econômica foram as seguintes: 1885, 1896, 1897, 1905, 1933 e 1934. A grande "onda ufo" de 1897 foi classificada como a mais importante de todo o século XIX. Segue abaixo uma listagem cronológica das "ondas ufo" desenvolvidas em todo o mundo, com suas respectivas características destacáveis:
1885 – Observações de objetos com formato de disco.
1896 a 1897 – Estranhas naves aéreas, similares às descritas nas novelas de Julio Verne, "Robur, O Conquistador" e "O Dono Do Mundo". Estas máquinas pareciam ter sistemas de propulsão contemporâneos para sua época: a vapor, por ar comprimido, etc. Também foram catalogadas presenças de seres que tripulavam os UFOs, os quais eram parecidos com os humanos e que pediam às testemunhas água, azeite, petróleo ou ferramentas.
1905 a 1909 – Observações de UFOs similares a dirigíveis ou zepelins, cujo comportamento estava muito afastado dos habituais terrestres: grande rapidez, manobrabilidade excessivas, estranhas luzes, etc.
1913 a 1914 – Estranhos aparelhos em forma de charuto.
1933 a 1934 – Aviões de características e comportamentos anômalos. Apareciam com freqüência sobre vias de comunicação e, com relativa facilidade, detinham seus motores de até oito hélices visíveis, sustentando-se no ar sem a maior dificuldade. Estes "aviões fantasmas" foram vistos até 1939, porém, a partir de 1934, deixaram de ser extremamente freqüentes.
1945 – O fenômeno dos Foo-fighters.
1946 – Naves cuja aparência se assemelha às armas secretas (bombas voadoras) alemãs tipo V-1 e V-2, observados principalmente sobre o norte da Europa, Grécia e Suíça.
De 1947 a 1972 aconteceram as "ondas ufo" já mencionadas pelo doutor Saunders. Na Espanha destacamos principalmente as produzidas em 1950, 1954, 1965/66, a abundante de 1968/69, 1974/75 e 1978/79, entre outras. Vale destacar que, desde o início da década de 90, há inúmeros registros ufológicos no México, Porto Rico e Equador. No Brasil, durante o incidente envolvendo o Caso Varginha, em 1996, o sul de Minas Gerais foi palco de inúmeros avistamentos.
A HIPÓTESE MARCIANA
No fim dos anos cinqüenta, surgiu a primeira teoria para tentar se explicar a origem dos UFOs. Essa teoria apontava para o fato que a posição astronômica do planeta Marte estava relacionada com a maior ou menor quantidade de avistamentos ufológicos no nosso planeta. Um dos principais investigadores que descobriu esta relação foi o desaparecido Oscar Rey Brea, meteorologista de Galícia.
Segundo Brea, as "ondas ufo" alternariam a cada dois anos, coincidindo justamente com a maior aproximação de Marte – já que Marte se aproxima da Terra a cada vinte e seis meses. Essa constatação foi a base da "teoria bianual do ciclo marciano", na qual posteriormente foi ampliada por Eduardo Buelta e os franceses Jacques Vallée e Aimé Michel. No entanto, os próprios defensores dessa teoria admitiam que nem sempre a aproximação marciana coincidia com uma "onda ufo". Por exemplo: a "onda ufo" de 1968, ocorrida na Espanha, não coincidiu. No entanto, a segunda parte desta "onda ufo", que correspondente ao ano de 1969, coincidiu com a posição marciana de 31 de maio. Este mês foi marcado por uma constante atividade ufológica. A "onda ufo" de outubro de 1973, que afetou quase toda a América do Norte e na qual foram registrados casos considerados clássicos da ufologia nos Estados Unidos, aconteceu justamente no período de aproximação astronômica de Marte.
Outros investigadores também se interessavam por essa possível relação. Em 1973, o investigador valenciano Miguel Guasp publicou um trabalho muito interessante intitulado "Teoria do Processo dos Ovnis". Nela, Guasp analisava e relacionava a aproximação astronômica de Marte e a incidência do fenômeno UFO.

Fonte: http://www.painelovni.com.br/ondas_ufo_e_ortotenias01.html

quarta-feira, 21 de março de 2007

Ex-vereador vê OVNI pousar em General Carneiro - SC

Pecuarista de 65 anos viu disco voador pousar em sua propriedade
dia-a-dia do agricultor Ernesto Eleotério Maciel não é mais o mesmo. Aos 65 anos de idade, pai de três filhos, o ex-vereador afirma ter vivido uma experiência assustadora, principalmente para as três crianças que o acompanhavam: o seu filho Cristiano e dois de seus amigos, Paulo Leandro e Ade. Hoje, onde quer que vá por dentro da sua propriedade de 20 alqueires, localizada na localidade de Santa Lídia, a 20 quilômetros de General Carneiro, Ernesto tem ao seu lado o filho de 12 anos que tem medo de ficar sozinho. O contato teria acontecido há aproximadamente três meses.

Ernesto chegou à sua chácara para cuidar de uns trabalhos corriqueiros e da criação, o que faz constantemente. Trabalhou normalmente durante o dia e todos foram dormir cedo. Por volta das 02:30 horas da manhã, acordou pois disse ter ouvido um zumbido estranho e forte. Quando olhou pela janela, viu sua propriedade iluminada qual fosse dia. "Inicialmente achei que a casa estivesse em chamas e acordei as crianças que saíram comigo para fora. Foi então que eu vi o estranho aparelho que primeiro subiu, depois desceu e então voou entre os dois fios [fios de luz existentes na propriedade com espaçamento de 5 metros aproximadamente] e desapareceu. Isto levou uns quinze segundos, mas eu pude ver que tinha três pessoas de pé de roupa branca e boné preto.

Eram pessoas de um metro e oitenta, mais ou menos." afirma o agricultor. "Quando eles saíram em direção a União da Vitória, apagaram dois dos faróis e então um tipo de gás branco saiu, como uma fumaça branca. Minhas três crianças também viram o objeto. Depois, com pouco de receio, voltamos para casa dormir". Ernesto disse à nossa reportagem que, procurando uma explicação, comentou com um vizinho que o ajuda nos trabalhos na propriedade, mas que este preferiu não falar a respeito do assunto. "Além do meu filho estar sempre comigo onde quer que eu vá, todas as crianças estão com receio. Um não vem mais para a fazenda com medo do disco voador e por ordem de sua avó", afirma.

Ernesto contou para outras pessoas que o procuraram, mas muitos não acreditaram em seu relato. Aqueles que confiam em suas palavras, defendem ainda que as crianças também viram o estranho objeto e que pelas atitudes tomadas por elas a respeito do assunto, pode-se acreditar que algo tenha mesmo acontecido. De acordo com Alcides de Almeida, assessor de imprensa da prefeitura de General Carneiro, esta é uma história bastante interessante. "Além de ter sido presenciada por mais de uma pessoa, a integridade do seu Ernesto não pode ser contestada".

Vereador por três vezes em General Carneiro, Ernesto, que é também comerciante naquele município, desfruta de credibilidade em sua comunidade e seu relato é mais um que soma-se ao registro de contatos com OVNIs.

Fonte
Jornal O Comércio - 13 de agosto de 1999 Edição Nº 2691 - União da Vitória/PR e Porto União/SC

sexta-feira, 16 de março de 2007

Nasa Ufo's video

Dois UFOs avistados na luz do dia em Brasília

No dia 03 de março deste ano, sete testemunhas (três mulheres e quatro homens) viram quando um objeto apareceu em movimento em sentido a sudoeste e desapareceu. O avistamento aconteceu no Guará 1 em Brasília, por volta de 11h35 até 12h00, horário local. Foi estimada uma velocidade mínima de 300 Km/h ou mais. Logo uma das testemunhas avistou outro objeto, estacionário, quase em direção ao zênite, tendo permanecido naquele ponto do céu, a uma altitude de mais de um quilômetro acima das nuvens passantes. O objeto foi coberto por uma nuvem e desapareceu do local onde se encontrava após a passagem da mesma. Foi então que o segundo objeto que tinha desaparecido em grande velocidade volta vagarosamente e ocupa outro ponto no céu, estimado em mais de um quilômetro de altura. Permanece então estacionário até que outra nuvem passasse sobre ele, desaparecendo completamente. O tempo do avistamento foi estimado em 20 ou 30 minutos no total.Fotos foram tiradas do objeto, com câmera digital SLRD, e teleobjetivas de 28-80mm e 75-300mm em aproximação máxima.

Levando-se em consideração que o sensor CCD da câmera tem o tamanho de quadro APS, existem considerações a serem feitas sobre o tamanho real que deve estar acima do 80 e 300 mm, pois as lentes foram desenhadas para filmes 35mm.Os objetos eram brilhantes (branco para azul) com formato lenticular (disco para oval). Devido à altitude, deveriam ser de grandes proporções.Foi contactado o INMET que disse não lançar balões meteorológicos sendo este serviço efetuado pela REDEMET da FAB no aeroporto JK. Contactamos a REDEMET que nos disse que no intervalo de tempo mencionado não havia balões na atmosfera sobre Brasília. Segundo nos informou, o horário de lançamento de balões é as 09h00 da manhã e 21h00 à noite.Outro UFO em Guará 1No dia 10 de março, e com nove testemunhas, outro UFO foi visto sobrevoando o mesmo local. A diferença, neste caso, é que o objeto se movia de norte para sul, sendo avistado por uma das testemunhas que olhava um avião Airbus da TAM decolando e passando para o Oeste. O objeto tem as mesmas características dos dois objetos avistados no dia 03 do mesmo mês. O horário do avistamento foi entre 16:14 a 16:17 quando o objeto foi encoberto por uma nuvem e desapareceu após a passagem desta.

terça-feira, 6 de março de 2007

Morador da Vila Mariana, em São Paulo, registra UFO

Uma colaboração de Cláudio Brasil.


Recebi por e-mail, em meados de outubro, cinco fotos muito interessantes obtidas em São Paulo, que muito despertou a minha atenção.Daniel Barros, estudante de publicidade, 25 anos, que tem como hobby a fotografia, estava em sua casa na Vila Mariana quando observou pela janela de quarto um estranho objeto brilhante próximo à lua. No início achou que poderia ser algum planeta, mas decidiu fotografar a estranha luz. O avistamento ocorreu no dia 11 de outubro de 2006 por volta das 2h10 da madrugada. Daniel nos relata o seguinte:


Estava deitado na minha cama, preparado para dormir, quando notei que a janela estava entreaberta e a lua estava maravilhosa no céu. Olhando para a lua notei um pontinho vermelho parado ao seu lado. Aquilo me chamou a atenção e logo peguei minha maquina. Não escutei barulho algum, nem um ruído diferente dos que são normalmente ouvidos nas noites de São Paulo.Comecei a tirar fotos do que, para mim poderia ser um planeta... foi então que percebi que as fotos, depois de um tempo, começaram a ficar mais e mais borradas com uma mancha vermelha, como se eu tivesse tremendo a câmera, peguei um tripé para resolver esse problema. mas na verdade o que eu acho que aconteceu foi que realmente o objeto estava quase parado ao lado da lua, porem progressivamente ia aumentando sua velocidade e progressivamente manchando as fotos. A minha casa fica na Vila Mariana, bem na rua da estação, a janela do meu quarto fica para o norte (um pouco noroeste) com vista para paulista. É possível acompanhar a órbita do sol e da lua, a partir de um pouco antes deles atingirem o ponto mais alto no céu (conhecido na astronomia como zênite – nota do autor/consultor).O horário das fotos estão exatos. Ele estava no alto, praticamente parado, e foi aumentando sua velocidade até desaparecer no horizonte”.

Em contatos posteriores com a testemunha, perguntei-lhe sobre a possibilidade de ser algum tipo de balão, e ele me respondeu “100% de certeza!!! balão não era...” e acrescentou “nas primeiras fotos o objeto estava ao lado da lua...o objeto brilhante é mesmo a lua!”. Embora, levando em conta o relato da testemunha sobre o comportamento do objeto, possamos descartar a possibilidade de ser algum tipo de objeto celeste, foi feita uma simulação do céu no dia e hora do avistamento utilizando um software astronômico específico. A Lua estava a 34 graus de altura sobre o horizonte nordeste e não havia perto dela nenhum astro brilhante. A estrela mais próxima, Betelgeuse, estava a 26 graus de distância da Lua, cerca de 52 diâmetros lunares, uma distância muito grande. Pelo horário do avistamento, pode-se descartar de imediato a possibilidade de ser algum tipo de satélite ou nave terrestre em órbita, pois estes só são visíveis até 90 minutos após o ocaso do sol ou a partir de 90 minutos antes do nascer.


Levando em conta o relato da testemunha, que informa um movimento atípico no desaparecimento, a coloração avermelhada do objeto, característica de UFOs em baixa potência de propulsão (veja: Paul Hill – Unconventional Flying Objects), a total ausência de ruído, e, pela análise das imagens, concluo tratar-se de um registro original de um UFO. O objeto é parecido com o que este consultor filmou em 31/01/98, apresentando uma região escura em sua parte inferior, diferenciando porém em seu formato, uma vez que o objeto de 1998 tinha a forma de uma coroa invertida.Esse caso nos mostra que não precisamos estar longe de casa e nem estarmos realizando uma vigília ufológica para registrar a presença de objetos estranhos no céu. Basta estarmos atentos, ter uma câmera por perto e dirigir nossos olhares também para as estrelas.


Fotos de Daniel Barros

















sexta-feira, 2 de março de 2007

ISS corre risco de ser destruída por asteróide

Um estudo encomendado pelo Congresso dos EUA afirma que há 9% de chances de que choques de asteróides ou outros escombros espaciais causem danos irreversíveis à Estação Espacial Internacional (ISS).
John C. Marshall, um dos membros da equipe que realizou o estudo, destaca a gravidade da condição de proteção da ISS. "Nós pensamos que o choque de um objeto é uma das maiores e mais imediatas ameaças à Estação Espacial Internacional", disse.
Marshall, um consultor de aviação, avalia que se mudanças forem feitas, o risco pode ser reduzido para 5%. Esse seria o foco de uma atualização de peças russas que não fornecem proteção adequada a impactos. A Nasa diz que está ciente do risco e pretende instalar mais mecanismos de proteção.

quinta-feira, 1 de março de 2007

Estudante filma ovni na Rússia


Um estudante de Kaliningrado, Rússia, filmou um ovni sobre sua cidade.
O objeto foi visto no céu sobre o centro regional, sobrevoando a rua General Butkov durante o anoitecer.
O objeto, alongado e amarelado, se moveu lenta e silenciosamente até o Rio Pregol.
De acordo com as testemunhas, algum tempo após outro objeto se juntou ao ovni. Ivan Lebedev, estudante, reconheceu rapidamente os objetos como sendo "pratos".
Ele estava em casa, ouvindo música, olhou pela janela e viu o objeto voador, pegou sua câmera de vídeo e se decidiu a filmar o objeto.
A fita foi mostrada para experts, físicos de Kaliningrado e astrônomos que gastaram um longo tempo analisando o filme desfocado de 10 minutos. Eles não chegaram à conclusão alguma e mantiveram o filme para posterior pesquisa.


Fonte:
UFO UpDates - Toronto - ufoupdates@virtuallystrange.net
A UFO & Related Phenomena E-Mail List operated by Errol Bruce-Knapp
UFO UpDates Archives are available at The Virtually Strange Network

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Ovni Em Santo André

Eclipse total da Lua visível dia 3 de Março

Primeiro fenômeno de 2007

No próximo dia 3 de Março (Sábado), irá ocorrer o primeiro dos dois eclipses lunares que irão ocorrer em 2007 — o segundo ocorrerá dia 28 de Agosto.

O fenómeno ocorrerá entre as 19h00 sendo que o eclipse total (umbral) ocorre entre as 19h20 e as 20h10 — durante o qual, a Lua nunca deixará de ser completamente visível.

Serão disponibilizados via internet a possibilidade de observarem ao vivo toda a evolução do fenômeno em outros países, caso a Lua esteja encoberta por nuvens nessa noite , atraves dos seguintes links:

http://www.klipsi.%20ch/eclipsewebcam%20.htm

http://www.lunarobservers.com/ - Direto de Rednal, Birmingham,Hora Reino Unidodas 21:15 a 01:15 UT Aqui começa as 19h

Se não tiver nada para fazer não deixe de parar e olhar para o ceu para ver um dos maiores espetaculos visto a olho nu do espaço,melhor ainda para quem mora em lugares com pouca luz,então não deixe de ver esse acontecimento(se estiver bom tempo, claro).

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Sonda revela mais provas da existência de água em Marte

da Efe, em Washington

A sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO, na sigla em inglês, ou satélite de reconhecimento de Marte, em tradução livre), da Nasa, coletou novas provas da existência de água no remoto passado de Marte, revelou um estudo divulgado nesta sexta-feira pela revista "Science".A existência de água em Marte no passado foi constatada pelos veículos exploradores Spirit e Opportunity em 2003, pouco após sua descida no planeta.

Nasa















Imagem da sonda MRO mostra detalhes de rochas em Marte


Segundo o estudo, as novas provas são constituídas por fotografias coloridas tiradas pela câmara de alta resolução da MRO, que mostram dezenas de camadas rochosas de diferentes tons e cortadas por dunas escuras.As imagens indicam que nessas camadas há uma série de fraturas rodeadas pelo que a Nasa qualifica como halos de rocha de tons claros. Segundo os pesquisadores da agência espacial, os halos constituem "a mais clara evidência do fluxo de líquidos na camada rochosa".Os minerais presentes nesse fluido atuaram como cimento que resistiu à erosão do vento e a rocha é, agora, um registro de atividade hidrológica, em que poderia ser investigado se houve algum lugar "habitável" no passado marciano, disseram os pesquisadores.

Segundo Chris Okubo, autor principal do estudo e investigador do Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona, as imagens sugerem que os fluidos subterrâneos (provavelmente água, dióxido de carbono líquido ou uma combinação de ambos) fluíram de maneira abundante no canal "Candor Chasma", da região ocidental de Marte.Esse canal faz parte do vale chamado "Vales Marineris" e é o maior acidente geológico no sistema solar, incluindo o canal do Colorado, nos Estados Unidos.

Uma vez formados, esses acidentes passaram a ser a bacia pela qual fluíram líquidos provenientes de um reservatório subterrâneo, diz a revista.Segundo Alfred McEwen, professor de ciências planetárias da Universidade da Califórnia, é provável que o fluido tenha sido água, um ingrediente principal de qualquer cenário de vida, passada ou presente, em Marte.A análise direta da composição química da rocha mediante as operações de futuros veículos exploradores em Marte ajudará a confirmar isso, afirmou Alfred.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Museu guarda esqueleto de suposto alienígena


Paulo Nogueira

Eram precisamente 15h30 da última quinta feira, dia 9. Eu ministrava uma palestra sobre tabagismo no anfiteatro do Hospital Dr. Hélio Angotti, para alunos do Colégio Dr. José Ferreira, quando uma funcionária da instituição interrompeu a palestra, dizendo-me ao pé do ouvido que havia dois senhores querendo falar comigo com urgência.
Pedi licença aos alunos e fui atendê-los. Os dois senhores rapidamente me contaram uma história inédita. Marquei nova conversa com mais detalhes para as 19 horas.

O local

Museu de História Natural Wilson Estevanovic, localizado na rua Uruguai, 557, bairro Fabrício. Fui recebido pelo presidente Wellington Estevanovic, pelo vice presidente professor Carlos Magno Estevanovic, diretor geral Wilson Neto Estevanovic, e pela jovem Veruska Estevanovic, estudante do curso de Biologia.
Os dirigentes revelaram que o museu que existe há 96 anos (hoje com mais de 20 mil peças em seu acervo, sendo um dos sete maiores do país) é mantido pela família e conta com o maior observatório astronômico do Triângulo Mineiro.
O diretor geral Wilson Estevanovic Neto contou que o museu, circo e teatro itinerante, sempre dirigidos por seus ancestrais, percorreram quase todos os países do mundo. Nessas viagens eles conseguiram, através de doações, peças, múmias, pedras de todos os tipos que caíam do espaço, e outros materiais interessantes.
Em 1956, Wilson Estevanovic fixou residência em Uberaba, para onde trouxe todo o acervo da família. Ele faleceu em 1997, não conseguindo montar o museu. Somente um ano depois os filhos e netos o fizeram. Os descendentes russos não pararam de trabalhar: hoje estão construindo um novo prédio para o museu.

Alienígena.

Uma peça rara nos chamou a atenção. Um esqueleto mumificado bastante diferente, parecido com o de um alienígena: de cabeça grande, sem orelhas, olhos e boca diferentes. Todas essas características foram destacadas por estudiosos do assunto.

Ufólogo.

Mantivemos contato com o ufólogo e pesquisador José Eduardo Coutinho Maia, que nos acompanhou na visita. Em primeira mão não dá para definir do que seja realmente o esqueleto. Ele, entretanto, garante: "trata-se de uma peça de valor inestimável para a ciência e que terá de ser estudada com bastante profundidade".

Origem.

Os dirigentes do museu revelam não saber a origem do esqueleto, descoberto por eles apenas recentemente, quando decidiram desmumificar a peça provavelmente conseguida no Egito. O espécime está exposto no museu, somente aos domingos, sob forte vigilância. Segundo os proprietários, já tentaram furtá-la pelo menos duas vezes.
Para se ter uma idéia, o crânio corresponde a quase duas vezes o crânio de humano adulto e é bastante desproporcional em relação ao restante do corpo, de aproximadamente 50cm. Apenas o que seria o pé, com seis dedos, ainda está mumificado.

Divulgação.

O encontro dos dirigentes com o repórter teve como objetivo a divulgação da exposição do esqueleto. Até então, somente alunos de algumas escolas da cidade e um pequeno público já o tinham visto. Eles solicitaram a divulgação, o que só aconteceu depois de muita discussão, até mesmo entre os dirigentes do museu. A visitação é gratuita, aos domingos, das 14h às 18h.
Internet. Pesquisando na Internet sobre o assunto, encontramos um único site em português com informações que pudessem levar a alguma ligação quanto ao caso de Uberaba.


No site http://www.dominiosfantasticos.hpg.ig.com.br/id215.htm encontramos foto de um esqueleto semelhante ao mostrado à reportagem com o seguinte texto: "Muito pouco, ou na verdade quase NADA, sabemos sobre o planeta em que vivemos, bem como tudo aquilo que nos cerca. Do remoto passado, das profundezas do mar e também dos esteios longínquos do céu surgem por vezes coisas bastante bizarras - como que vindas, ou surgidas, exatamente para nos despertar da letargia em que estamos profunda e comodamente mergulhados. Este estranho esqueleto, por exemplo, encontrado nos desertos da sempre misteriosa Austrália, não pertence a qualquer espécie terrestre conhecida, donde obviamente se conclui a sua procedência alienígena!!!!".


Abaixo seguem imagens em alta qualidade retiradas do "Jornal da Manhã" (Fotos: Paulo Nogueira):



Fontes:
Jornal da Manhã (impresso)


Jornal da Manhã Online - http://www.jmonline.com.br/

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

2007: Ano de resultados e descobertas fora da Terra

Para este ano, o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA programou o lançamento de quatro naves espaciais, a saber:

Missão Dawn (Alvorecer): essa missão tem como objetivo estudar Ceres e Vesta, dois "planetas interrompidos" que não cresceram o suficiente para se tornarem planetas por definição. A intenção dessa missão é caracterizar os processos e condições do início do Sistema Solar por meio de Ceres e Vesta, que devem conservar estas características praticamente inalteradas. Dados obtidos das sondas Stardust, Deep Impact e Genesis já mostraram algumas surpresas.
Missão Phoenix Mars Scout (algo do tipo Batedor Marciano Fênix): essa missão tem como objetivo principal procurar por água em Marte. Neste caso será reaproveitada uma sonda que deveria ter sido lançada em 2001 (daí o nome Fênix) para pousar próximo do pólo norte marciano. A sounda deve escavar a camada de gelo (supostamente gelo seco) para procurar água até uma profundidade de meio metro. Além disso, a sonda deve carregar um pequeno laboratório portátil e um forno. Amostras coletadas pelo braço mecânico devem ser aquecidas e os gases liberados serão estudados nesse pequeno laboratório. Essas experiências lembram um pouco aquelas feitas pelas sondas Vikings na década de 1970, por isso muita gente estará de olho nos seus resultados à procura de algum sinal de vida também.
Missão Herschel: trata-se de mais um telescópio espacial, nesse caso com um espelho de 3,5 metros de diâmetro que deve observar em comprimentos de onda no infravermelho distante e submilimétrico. Essa porção do espectro eletromagnético ainda não foi muito explorada e deve ser usada para estudar desde galáxias distantes até estrelas próximas. Eu mesmo tenho bastante interesse nesse telescópio, pois vários processos ligados à formação de estrelas de alta massa (minha área de especialidade) só podem ser revelados nesses comprimentos de onda. E com um espelhão desses vai ser o bicho!
Missão Planck: com lançamento previsto já para fevereiro de 2007, a missão Planck vai estudar a radiação cósmica de fundo, uma das relíquias do Big Bang. Com uma gama enorme de aplicações, os dados do Planck devem principalmente ajudar a explicar como surgiram as estruturas que formaram os aglomerados e superaglomerados de galáxias que observamos hoje.
Agora as apostas:
Os primeiros dados do COROT devem começar a aparecer e devem chamar a atenção, principalmente aqueles ligados à detecção de planetas rochosos. O pessoal das missões futuras, como o Kepler, estará de olho nesses dados iniciais.
Aliás, a astrobiologia (ainda extremamente especulativa) e a procura por planetas fora do nosso Sistema Solar serão assunto recorrente em 2007. Enquanto as missões espaciais específicas para isso, como o Kepler e o Gaia, não decolam, veremos uma melhoria das técnicas de procura em terra. Interferômetros como os do observatório Keck devem fazer a festa.
A questão da energia e matéria escuras vai continuar na ordem do dia. Mais um mapa do universo deve ser anunciado pelo time do satélite WMAP que está estudando a radiação cósmica de fundo. Todo ano é anunciado um mapa novo e todo ano (já é o terceiro) uma nova surpresa é apresentada. Vai ser muito interessante comparar os dados do Planck com os do WMAP, mas não sei se isso deve acontecer antes de 2008.
Muitas novidades devem vir das sondas Venus Express (como no post sobre os vulcões), Cassini (em Saturno) e Messenger, com destino a Mercúrio. Apesar do primeiro sobrevôo em Mercúrio ocorrer apenas em janeiro de 2008, a Messenger deve passar por Vênus no meio do ano que vem. O sobrevôo mais recente da Cassini em Titã, bem como o próximo, no meio de janeiro, têm como objetivo buscar oceanos subterrâneos.
Para os astrônomos brasileiros, a expectativa maior é a entrada em funcionamento de dois instrumentos no observatório SOAR: o espectrômetro Goodman e a câmera Spartan. Com isso, esperamos que o SOAR finalmente entre em velocidade de cruzeiro, tornando-se muito mais competitivo.
Falando em instrumentos novos, aguardamos com ansiedade o funcionamento de dois espectrógrafos assistidos por raio laser, um deles no VLT e outro no Gemini Norte. Com essa técnica inovadora, os espectros saem com uma qualidade sem precedentes. Eu já tenho um projeto aprovado no Gemini para observar estrelas de grande massa ainda no berçário com esse instrumento e estou bastante curioso para ver no que vai dar!
Fonte:Revista Ufo

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Mais Avistamentos de UFOs?


Victoria Hardy é a baterista da dupla pop “3 Feet Up”. Ela vive na Carolina do Norte com seu marido – que é, também, a outra metade da dupla – e eles atualmente estão gravando o segundo CD da banda.Tenho absoluta certeza de que os UFOs existem. Embora eu jamais tenha visto algum artefato, tenho visto ao longo dos anos luzes entranhas que me fizeram coçar a cabeça. Meu marido alega que luzes estranhas e não identificadas são sinônimos de UFOs, mas eu sempre achei que seria necessário um aterrissar em meu jardim, com um alien intacto, para que eu acreditasse plenamente que eles existem. Suponho que meu lado spiritual anseia pelo conhecimento da vida além das fronteiras deste planeta e meus sonhos têm sido sempre recheados por estrelas flamejantes e luzes e e objetos estranhos. Meu medo, creio, é de que após descobrirmos a verdade acerca do fenômeno UFO, fiquemos desapontados, pois poderá não ser a tão esperada solução miraculosa para os nossos males.Notícias de última hora parecem estar repletas de avistamentos, além do fato de que o relatório O’Hare é, agora, legendário. Um piloto aposentado da força aérea no Arkansas oferece imagens sobre o avistamento de luzes que “não são deste mundo”. No Irã, foi relatado em 17 de janeiro que um objeto brilhante foi visto pairando por sobre o horizonte. Em 10 de janeiro, também no Irã, foi relatada a queda de um artefato. No Reino Unido, um oficial de polícia aposentado declarou que viu um objeto cilíndrico em disparada através do céu emitindo chamas amarelas e laranjas, o qual ele alegou tê-lo deixado tenso. Uma possível queda também foi testemunhada na África do Sul e na Rússia. E por cima disso tudo, têm ocorrido numerosos relatos de luzes brilhantes riscando os céus do planeta como raios, que têm sido atribuídas a meteoros, lixo espacial e a passagem do Cometa McNaught.Alguns crêem que a negação da existência dos UFOS é o maior acobertamento governamental de todos os tempos; outros pensam que o governo está perpetuando o cenário de abduções para confundir e desacreditar as testemunhas. Alguns concluem que os “grays” foram criados como escravos dos “annunaki” (ou povo largato), que eles suspeitam serem os verdadeiros controladores deste mundo, o homem por detrás da cortina e a serpente do Jardim do Éden. Outros sentem que estamos no limiar de um grande despertar e que em breve encontraremos nossos vizinhos galácticos. E ainda outros sugerem que eles poderiam ser viajantes do tempo, do nosso futuro. Após o Natal, eu vi Jack Van Impe, um profeta tele-evangélico, mostrar rapidamente dois novos clipes da NASA e dar a entender que a Nova Jerusalém poderia estar vindo do espaço. E com o acréscimo do novo outdoor da KFC próximo da Área 51, que pode ser visto do espaço, é suficiente para deixar qualquer mente confusa.Meus pensamentos giram em torno do livro de John Keel, “The Mothman Prophecies “ - As Profecias do Homem Mariposa; e fico imaginando se todos estes avistamentos não sejam um prenúncio de coisas ruins que estão por vir. Foi a 40 anos atrás, em Point Pleasant, West Virginia, que as pessoas estavam relatando luzes estranhas pairando sobre o rio e o avistamento de estranhas criaturas semelhantes à mariposas. Logo em seguida a ponte colapsou, caindo no rio e matando 46 residentes. Foi uma coincidência que durante os estranhos eventos em Point Pleasant nós estávamos em meio a uma guerra muito criticada (NT. Vietnã), justamente como a de agora? (NT. Iraque) É também coincidência ter ocorrido uma onda de avistamento de UFOs nos anos de 1966 e 1967, exatamente como agora, 40 anos depois? E é também uma coincidência que os americanos estavam no caos, enterrando seus filhos mortos numa guerra que era pouco compreendida, muito similar à de hoje?Eu não ligo para coincidências, elas fazem o meu cérebro coçar, e eu acredito que há poesia e razão no funcionamento do planeta, padrões que somos muito jovens ou arrogantes para compreender. Sabemos que Christopher Columbus escreveu sobre o avistamento de luzes estranhas em sua jornada pela América, coisa que pareceu fantástica para os ingleses, embora nem tanto para os indígenas. Poderiam aquelas luzes no céu terem sido um aviso aos moradores da Ilha da Tartaruga (agora conhecida como América) tomarem cuidado com uma ameaça de invasão

Fonte: Revista UFO

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

ALGUMAS PERSONALIDADES QUE VIRAM UFOS

PERSONALIDADES BRASILEIRAS

001 - Alfredo Moacyr de Mendonça Uchoa - General do Exército (falecido)
002 - Amaury Jr - Apresentador
003 - Baby (Consuelo) do Brasil - Cantora
004 - Caetano Veloso - Cantor
005 - Belchior - Cantor
006 - Carlos Vereza - Ator
007 - Carmen Balhestero - Escritora - Esotérica e Fundadora da Fraternidade Pax Universal
008 - Celso Furtado - Economista, Ex Ministro e Membro da Academia Brasileira de Letras
009 - Chico Buarque de Holanda - Cantor, Compositor e Escritor
010 - Daniel - Cantor - (Dupla João Paulo e Daniel)
011 - Daniel Azulay - Desenhista e Bacharel em Direito
012 - Dirceu Pereira - Radialista
013 - Dom Elder Câmara - Arcebispo
014 - Edgard Picolli - VJ da MTV e Músico
015 - Elba Ramalho - Cantora
016 - Fábio Junior - Cantor
017 - Fernando Henrique Cardoso - Ex-Presidente da República do Brasil
018 - Flávio Venturini - Cantor
019 - Frei Betto - Frade e Escritor
020 - Gal Costa - Cantora
021 - Gilberto Barros (Leão) - Apresentador de Televisão e Radialista
022 - Gilberto Gil - Cantor
023 - Glória Menezes - Atriz
024 - Goulart de Andrade - Apresentador de Televisão e Jornalista
025 - Guto - Ator e Filho do Moacir Franco
026 - Heloisa Helena - Senadora
027 - João Paulo - Cantor (falecido) - (Dupla João Paulo e Daniel)
028 - José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni) - Rede Globo (Diretor)
029 - José Carlos Martinez - Ex-Deputado do PTB (falecido)
030 - José de Paiva Neto - Presidente da LBV
031 - José Vasconcellos - Humorista
032 - Lígia Fagundes Teles - Escritora
033 - Lucélia Santos - Atriz
034 - Luciano Martins de Almeida - Embaixador
035 - Lulu Santos - Cantor
036 - Maria Bethânia - Cantora
037 - Mauricio de Sousa - Desenhista
038 - Moacir Franco - Apresentador e Cantor
039 - Ney Braga - Ex Governador do Paraná
040 - Norton Nascimento - Ator
041 - Otávio Moreira Lima - Ex Ministro da Aeronáutica
042 - Ozires Silva - Engenheiro, Piloto, Ex-Ministro da Infraestrutura e Coronel da Aeronáutica
043 - Paulo Azeredo - Deputado Estadual Gaúcho
044 - Paulo Coelho - Escritor e Membro da Academia Brasileira de Letras
045 - Paulo Silvino - Ator
046 - Raquel de Queiroz - Escritora (falecida)
047 - Raul Seixas - Cantor (falecido)
048 - Ratinho - Carlos Massa - Apresentador de Televisão
049 - Renato Teixeira - Cantor
050 - Rita Lee - Cantora
051 - Roberto Drummond - Escritor e Romancista
052 - Rubens Junqueira Villela - Meteorologista, Professor e Ufólogo
053 - Ruth Corrêa Leite Cardoso (esposa do FHC) - Doutora em Ciências Sociais
054 - Ruth Escobar - Atriz
055 - Sandra de Sá - Cantora
056 - Sergei - Cantor
057 - Sérgio Reis - Cantor
058 - Sílvio Brito - Cantor e Compositor
059 - Tarcísio Meira - Ator
060 - Tim Maia - Cantor (falecido)
061 - Uyrangê Hollanda - Coronel da FAB - Operação Prato (falecido)
062 - Xororó - Cantor
063 - Xuxa Meneguel - Apresentadora
064 - Wanderley Cardoso - Cantor
065 - Wanderléia - Cantora
066 - Zé Ramalho - Cantor

PERSONALIDADES DO EXTERIOR

01 - Boy George - Inglaterra - Cantor
02 - Eric Gairy - Granada - Ex-Primeiro Ministro
03 - Gillian Anderson - EUA - Atriz
04 - Jimmy Carter - USA - Ex Presidente
05 - Leonard Nemoy - EUA - Ator
06 - Nina Hagen - Alemanha - Cantora
07 - Shirley Maclaine - EUA - Atriz
08 - Steven Spielberg - EUA - Diretor de Cinema
09 - Uri Geller - Israel - Autor Israelense

PERSONALIDADES TAMBÉM SE ENGANAM

01 - Cleide Yáconis - Atriz - Em 1982 viu um balão junino e pensou que era um UFO.
02 - Suzana Alves (Tiazinha) - Filmou o dirigível da Good Year e disse que era um disco voador (SIC)

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Chile: Exército revela encontro de pilotos e ovnis

O Exército do Chile, em uma atitude inédita, revelou na noite de quarta-feira, em um encontro de ufólogos, uma série de visões e encontros de seus pilotos militares com objetos voadores não-identificados (ovnis).

» Seres estranhos causam pânico no Chile

O capitão Rodrigo Bravo, com a autorização do comandante-em-chefe do Exército, participou de um evento internacional sobre o assunto, realizado na cidade balneária de Viña del Mar. No encontro, Bravo disse ter vivido experiências "espetaculares" em diferentes locais do Chile. O capitão exibiu vídeos e mostrou fotografias na reunião, além de ter relatado as experiências de vários pilotos de sua instituição com óvnis nos últimos dez anos.
O Chile, com 15,5 milhões de habitantes, é considerado o quinto país do mundo com o maior número de óvnis avistados, depois de Estados Unidos, Peru, Brasil e Rússia. Neste país, especialmente na região norte, foram relatados nos últimos 60 anos mais de 600 visões.
Esta região protagonizou casos considerados surpreendentes, inclusive um contato de "terceiro grau" com um extraterrestre. Segundo o oficial do Exército, em 2 de abril de 1997, no aeroporto de Chacalluta da cidade de Arica, 2.050 quilômetros ao norte do Chile, um piloto de um Caça T 212 observou no ar, por nove minutos, um objeto grande de cor alaranjada.
Outro incidente com estas características ocorreu no início de 2000 na região dos Lagos (sul), quando três helicópteros militares voavam em plena luz do dia. "Seus tripulantes observaram um objeto pousado no solo que subiu repentinamente até a altura das naves, colocando-se na frente deles, quase em uma rota de colisão", disse o capitão Bravo para o público que lotou o Teatro Municipal de Viña del Mar.O militar acrescentou que, após fazer movimentos de ziguezague, o óvni desapareceu em grande velocidade. Em 18 de março do mesmo ano, na localidade de Graneros, aproximadamente 70 quilômetros ao sul de Santiago, os passageiros de um avião militar disseram ter visto um objeto grande cor de chumbo que desapareceu em grande velocidade após voar lado a lado com o aparelho.
"Todos estes casos estão certificados pelo Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (Ceffa), da Direção de Aeronáutica Civil, o mais adequado do Chile para este tipo de pesquisas", afirmou o oficial do Exército.
Rodrigo Fuenzalida, diretor do Agrupamento de Pesquisas Ovniológicas do Chile (Aion), disse à Efe que contar com a colaboração do Exército é um exemplo de maturidade da "instituição, que soube abrir seus arquivos para que sejam submetidos a estudos sérios". Fuenzalida acrescentou que agora só falta o governo assumir uma atitude semelhante e apoiar a abertura destes arquivos, como ocorreu no Brasil.
Avistar óvnis "não é novidade". Os especialistas afirmam que 60 milhões de pessoas no mundo já testemunharam este fenômeno, apesar de, com medo de fazer papel de tolas, apenas 10% destas experiências serem relatadas.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI1398825-EI8140,00.html

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

OVNI no Havaí: Luzes sem explicação sobre o céu da costa sul causam agito


Na última do que parece ser uma onda de aparições de luzes sem explicação nos céus, objetos que estão sendo apontados como ÓVNIS foram observados sobre o céu do Havaí na tarde da sexta-feira, aproximadamente às 18h20, por um surfista e seu filho. O residente de Honolulu Peter Hollingworth descreveu as esferas como duas luzes circulando no céu a aproximadamente 45° acima do horizonte, de acordo com o telejornal da emissora KHON 2.A emissora de televisão até mesmo conseguiu gravar o vídeo de uma das luzes através da câmera especial de observação do céu Channel 2 SkyCam. Então, o que eram tais luzes? O Serviço de Metereologia Nacional (National Weather Service) disse que nada foi observado no seu radar no horário do avistamento, e a Administração Federal de Aviação (Federal Aviation Administration) não reportou nada fora do comum, segundo a KHON 2. As forças armadas dos Estados Unidos conduziram um teste de mísseis de defesa em Kauai na sexta-feira, porém o teste não havia começado até as 19h20.De acordo com uma notícia no sítio eletrônico da estação de televisão, o relato de testemunho ocular de Hollingworth mostra que “Estas duas pequenas bolas de fogo com uma trilha atrás delas”, diz Hollingworth, “Pareciam como um tipo de estrela cadente, mas que sempre continuava. Elas mudaram de direção algumas vezes, a princípio estavam vindo em nossa direção, mas então deram uma volta e foram para trás, e depois voltaram novamente”.Hollingworth estava praticando surf com seu filho de 12 anos quando o show inesperado começou. “Eu estava um pouco preocupado. Eu disse para ele vir para perto de mim e sentar-se comigo. Esta poderia ser nossa última sessão de surf juntos, por que aquela coisa estava vindo diretamente para Honolulu. Parecia fatal para mim, era assustador”, disse.As luzes continuam sem explicação de acordo com a notícia, porém um cético forneceu sua análise. O professor de astronomia da Universidade do Havaí Gareth Wynn-Williams disse à KHON 2 que acredita que existe uma explicação simples para os ÓVNIS. “É provavelmente um tipo de trilha de condensação”, disse ele enquanto assistia ao vídeo de uma das luzes em sua casa em Kailua.O professor disse que trilhas de condensação são causadas por aviões voando em grandes altitudes utilizando combustíveis baseados em hidrogênio. Um dos subprodutos da exaustão do combustível é água. “O ar é muito frio, então a água condensa-se e forma gotas muito rapidamente, e então estas gotas ficam atrás do avião até que eventualmente elas se aqueçam e evaporem”.






O vídeo e a reportagem podem ser vistos clicando aqui.


Fonte:Revista Ufo

Reabrindo o Caso Varginha

O caso mais importante da Ufologia Brasileira é também o mais acobertado pelos militares

Philipe Kling David
No início de 1996, o Brasil e o mundo foram surpreendidos com a notícia de que uma nave extraterrestre havia se acidentado na cidade de Varginha, no sul do Estado de Minas Gerais, e que alguns de seus tripulantes haviam sido recolhidos pelas autoridades. Nessa época eu residia na localidade de Itaipava, um distrito do município de Petrópolis, no interior do Rio de Janeiro. Lembro perfeitamente como, em uma noite de domingo, ao assistir ao programa Fantástico, da Rede Globo, tive o primeiro contato com essa fascinante história. A reportagem revelava que duas adolescentes, as
irmãs Liliane e Valquíria Silva, juntamente com uma amiga mais velha, Kátia Xavier, ao passarem por um terreno baldio no bairro Jardim Andere, de Varginha, com o objetivo de cortarem caminho para chegar mais cedo à casa onde moravam, encontraram uma criatura de aspecto monstruoso agachada nas proximidades do muro de uma oficina mecânica. O ser “não era nem homem, nem animal”, disseram. Ao serem entrevistadas pelo programa, as testemunhas ainda estavam visivelmente abaladas. Elas haviam encontrado algo muito especial. Segundo elas, a criatura tinha pele marrom viscosa, olhos enormes de cor vermelha, e três protuberâncias na parte superior da cabeça, que era bastante volumosa. Não notaram sinais que indicassem a existência de boca ou nariz. A criatura apresentava ainda muitas veias saltadas, principalmente nos ombros, e seus pés eram proporcionalmente grandes. O ser parecia não se sentir bem, dando a impressão de estar entorpecido. Em poucos segundos, as três testemunhas partiram chorando em direção à casa das irmãs, imaginando, entre outras coisas, terem encontrado o diabo... A reportagem fazia menção, ainda, a boatos que corriam na cidade, segundo os quais a misteriosa criatura havia sido capturada por militares e passado por um dos hospitais de Varginha, antes de ser retirada da localidade. Essas informações faziam referência à participação de membros do Corpo de Bombeiros, Exército e da Polícia Militar locais. O advogado e ufólogo Ubirajara Franco Rodrigues, então co-editor da Revista UFO e residente no mesmo bairro em que ocorreu o fato, entrevistado pelo Fantástico, já declarava que “alguma coisa de muito importante parecia estar sendo encoberta”. Mas, francamente, nesse meu primeiro contato com a história, não cheguei a ficar impressionado. No entanto, com o passar dos dias, acabei telefonando para Ubirajara e minha percepção das coisas começou lentamente a se modificar. Estávamos no limiar de uma investigação que iria revelar um dos casos mais importantes da Ufologia Mundial.
Fonte:Revista UFO

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Relatos de Internautas

Colabore com o nosso blog atraves do email:contato@eufo.com enviando sugestões ou histórias que você tenha vivido ou "ouviu falar..." sobre "coisas inexplicáveis"



OVNI em Porto Alegre
Data: Terça, 21 Dez 1999 00:36:11

"Por volta das 01:00 am de domingo, dia 19 de dezembro de 1999, zona norte de Porto Alegre, vimos algo vindo no sentido leste-oeste, que nos chamou a atenção: parecia um cometa, algo incandescente! Corremos para o terraço e chegamos a pensar que seria um avião em chamas mas numa grande altitude, no entanto, aquele fogo foi parando, a medida em que o aparelho foi diminuindo a velocidade e, praticamente parou de se deslocar. Notamos então que estava subindo na vertical. Tinha o formato triangular e brilhava num tom avermelhado. Achamos então que poderia ser um balão, porém, essa teoria foi por água a baixo, quando vimos o objeto voltar para o leste numa altitude que quase confundíamos com as estrelas. Procurávamos nem piscar os olhos para não perdê-lo de vista, mas foi cada vez mais longe até sumir. Gostaríamos de saber se mais alguém viu, pois comentamos com várias pessoas e ninguém soube de nada."


Avistamento UFO em Artemis - Piracicaba
Data: Seg, 19 Dez 1999 00:52:27
"No dia de ontem 18/12 por volta das 09:30 hs fomos acionados pela imprensa local e por duas testemunhas para relatar o avistamento de um UFO na periferia de Piracicaba. O fato ocorreu na Rodovia SP 304 nas proximidades do distrito de Artemis (região já conhecida pela incidência de avistamentos) . Estivemos a campo no sábado e durante a tarde de hoje 19/12 (domingo) entrevistando e checando todas as informações no local, proximidades e com a pessoa que socorreu as duas testemunhas . As mesmas relataram que por volta das 02:50 hs da madrugada estavam retornando para a chácara onde residem, estavam a aproximadamente 1,5 km da rotatória que dá acesso ao distrito quando avistaram uma esfera de cor vermelha mesclada com preto e circundada com um anel dourado. Assim que avistaram o objeto uma das testemunhas, a que estava no volante acelerou para não perde-lo de vista pois a visão estava sendo encoberta por um morro ao lado da pista. Quando as testemunhas fizeram a curva o objeto já estava em baixa altitude sobrevoando a pista vindo em direção ao veículo. As testemunhas, tomadas pelo pânico pois achavam que o objeto seguiria em frente mantendo a altitude inicialmente observada, abandonaram o veículo no acostamento, sem fazer a manobra de contorno da rotatória. No momento em que encostaram o veículo a motorista teve o cuidado de desligar os faróis do veículo matando o motor e saindo em correria em direção ao posto de gasolina que existe no local no lado oposto da pista, notaram que assim que desligaram o carro e os faróis foram apagados o objeto desviou imediatamente sua rota, cruzando a pista e tomando o rumo da região rural desaparecendo da vista das testemunhas. A descrição do objeto, conforme descrito e desenhado (individualmente) pelas testemunhas tinha a forma de uma meia esfera alongada ou algo parecido com uma fatia de melancia nas cores citadas acima (vermelha/ preto). O interessante é que ambas afirmam e descrevem praticamente de forma idêntica a textura do objeto, parecia algo como uma parede salpicada de cimento com algumas ondulações,etc. Portanto, apesar da luminosidade pode-se observar esse detalhe, ressalte-se que a maior proximidade do objeto foi em torno de 150 mts, calcula-se que o diâmetro oscilava entre 20 a 30 mts. Estaremos investigando maiores detalhes,com fotos do local e das testemunhas e estaremos disponibilizando em nossa HP, assim que concluirmos os trabalhos avisaremos aos amigos. NB : Se alguém já recebeu informação de algum avistamento com essas características (descrição física do objeto) queira por gentileza manifestar-se para que possa servir de comparação com esse caso, agradecemos imensamente qualquer ajuda nesse sentido."


OVNI em Guarujá
Data: Qua, 15 Dez 1999 21:14:23

"Caros amigos e companheiros de pesquisas, hoje (15/12), acordei com um telefonema por volta das 8:20 hs. de um amigo "informante" da Base Aérea de Santos, me relatando que hoje por volta das 5:30 um morador de Santos de nome Carlos Eduardo havia ligado para a Base relatando um avistamento de um OVNI nas proximidades de Santos se deslocando em sentido a Vicente de Carvalho (distrito de Guarujá) e que o Cabo Isaldo e o Controlador de Vôo Sargento T..., também puderam observar o OVNI. Meu informante me passou o telefone da testemunha e o número do celular do Controlador de Vôo, liguei imediatamente para ambos, segue os relatos dos dois:


Carlos Eduardo (testemunha civil): "
Eu e toda minha família pudemos observar o objeto por cerca de meia hora da janela de nosso apartamento, o objeto estava abaixo das nuvens, piscava rapidamente e mudava de cor de um branco brilhante para um amarelo e depois um vermelho escuro, era um pouco maior que a estrela Vênus e fazia manobras muito rápidas e depois foi em sentido ao Guarujá e então resolvi ligar para a Base onde me disseram que se tratava de um avião Bandeirantes...


"Sargento T.... (testemunha militar): "
-Como você conseguiu meu telefone?-Foi através de um amigo meu que é militar e soube de um provável avistamento nesta madrugada no qual você também teria observado e eu gostaria de saber se realmente você testemunhou um OVNI hoje?-Realmente eu pude observar, mas já tive amigos que passaram por isso e eu sei o que acontece depois, portanto se você mencionar meu nome eu negarei tudo.-Pode ficar sossegado, eu só quero que você me confirme o que viu e se poderia realmente ser um avião?-Vi um objeto brilhante que se deslocou em direção à estrada de Piaçaguera e com certeza pelos meus anos de serviço militar as manobras e a luminosidade não eram de nenhuma aeronave conhecida. Portanto eu tenho certeza que não era nenhum avião."

Tentarei levantar mais alguns dados sobre esse caso, Cordialmente, Wallacy Albino (GUG/INFA e Revista UFO)"

Casos Ufológicos Brasileiros: Operação Prato e ovni em Florianópolis

Operação Prato



A operação desenvolvida pela Força Aérea Brasileira (FAB) para investigar secretamente Objetos Voadores Não Identificados, no Pará, em 1977 e 1978, volta à tona. A 5ª Sessão Vídeo-Debate sobre Ufologia, segunda-feira (27/07), apresenta um vídeo com depoimento do comandante desta operação (leia ao lado), documentos e provas do que foi visto e registrado sobre o fenômeno. Durante os anos de 77 e 78, os paraenses estavam desesperados, exigindo uma solução do prefeito, pois haviam luzes no céu que lançavam raios, machucando as pessoas. Como nem o prefeito e nem o governador sabiam o que fazer, chamaram o Exército. Foi então montada a Operação Prato. Um grupo de militares disfarçados, entrevistou vários moradores da região e fotografou Ovnis, no céu. Quem faz o relato é o próprio protagonista desta operação Coronel Uchôa.


Foto: Fenômeno luminoso registrado pela Operação Prato





OVNI cruza o céu de Florianópolis em alta velocidade


No início do mês de abril de 1997, Altair da Silva Vieira, motorista e morador de São José, região da Grande Florianópolis, SC, filmou, com uma câmera comum, as manobras de um avião comercial que se preparava para aterrissar no Aeroporto Hercílio Luz. Ao assistir ao filme em sua casa teve uma grande surpresa, pois percebeu que um objeto, em altíssima velocidade, deslocava-se do canto superior esquerdo da tela na direção do canto inferior direito. Com o recurso de câmera lenta não ficaram dúvidas de que o objeto estava muito distante do avião e tinha grandes proporções. O aspecto mais importante deste avistamento não é o que ele pode explicar, mas o que ele não pode explicar. Suas limitações semearão o processo de descobertas que levarão a visões de mundo diferentes, ou seria de "mundos diferentes..."???
Fonte: Planetário da Universidade Federal de Santa Catarina.